Skip to main content

O que é PDTI senão um documento de gestão? Ele engloba os diferentes aspectos relacionados á TI presentes em uma organização, seu objetivo é planejar a melhoria contínua da infraestrutura de TI.

Apesar da grande abrangência deste documento, o Plano Diretor de TI pode focar em determinados aspectos da Tecnologia da Informação presentes em uma empresa e fornecer importantes insights sobre as necessidades tecnológicas.

Ou seja, mesmo uma organização enxuta pode se beneficiar do PDTI, pois o planejamento irá compreender e se adequar ao porte da empresa.

Isto é especialmente relevante se considerarmos o movimento de transformação digital que o mercado tem encontrado: consumidores preferindo o atendimento e compras virtuais aos presenciais e força de trabalho remota ou Home Office.

Através do PDTI é possível planejar o desenvolvimento da TI das organizações de uma forma que faça sentido para o rumo que o negócio está tomando, fornecendo as soluções corretas para assegurar que os objetivos organizacionais se cumpram.

LGPD

Estrutura do PDTI

Não há um formato ou estrutura exata ou considerada “correta” para este documento, mas uma forma de elaborá-lo é seguindo as definições da norma ISO 20.000.

Esta norma fornece um guia de boas práticas para a gestão de qualidade de serviços de TI, sendo compatível com o ITIL mas indo muito além. E é seguindo estas definições que é possível elaborar um PDTI com visibilidade de 360º, pois nada passará despercebido.

Seguindo a estrutura da ISO-20.000, o PDTI compreende os quatro pilares de qualquer área de TI, e que não importa qual seja o problema enfrentado na infraestrutura de Tecnologia da Informação, ele se encaixará em uma das categorias abaixo.

Posts mais recentes:

Suporte Nível 1, 2 e 3

Pessoas

Toda organização é composta por pessoas, seja no nível estratégico, gerencial ou operacional, e para o Plano Diretor de TI isto não é diferente, pois são as pessoas que definem a estratégia da empresa e isto irá definir para qual caminho deve rumar a TI.

Se a organização irá integrar uma força de trabalho remota, mas sem abandonar o ambiente físico da empresa, é necessário que as tecnologias permitam que esta estratégia seja concretizada. Prever mudanças como esta com o auxílio do PDTI torna as transições menos turbulentas e mais econômicas.

Porém, é a camada gerencial a responsável por transmitir estas demandas e buscar formas de integrá-las á organização, e este é um papel bastante importante, pois é preciso que a gestão esteja alinhada com o estratégico e o operacional.

A falha na interação da área gerencial com as outras camadas, distorce as necessidades e consequentemente prejudica a entrega daquilo que a empresa espera, gerando grande prejuízo.

E a camada operacional é a responsável pela integração dos sistemas de tecnologia que orquestrarão e darão sustento á necessidade da organização, falhas nesta esfera podem acarretar investimentos desperdiçados, devido á falta de conhecimento das tecnologias atuais e integração de tecnologias insuficientes para atender a demanda.

Um Service Desk capacitado é importante para fornecer o nível de consultoria necessário para a elaboração de um documento fundamental como o Plano Diretor de TI.

Gap Analysis ISO 27701

Processos

Os processos da TI são muitos, e determinam como irá funcionar o dia a dia da operação, são responsáveis pelo bom funcionamento cotidiano e futuro da TI.

Existem diversos processos para a manutenção da Tecnologia da Informação, sendo alguns deles:

  • Relato dos serviços da TI;
  • Gestão de disponibilidade da TI;
  • Gerenciamento de incidentes;
  • Gerenciamento de mudanças;
  • Gerenciamento de liberações.

Estes poucos processos já são uma grande parte da TI de uma organização, e permitem que:

  • Os serviços executados sejam registrados, para construir base de conhecimento e gerar evidência da execução;
  • Prevenir interrupções e prejuízos derivados da falta de verificação do bom funcionamento dos equipamentos ou indícios de falhas;
  • Restaurar o mais rápido possível os serviços acordados com a organização ou responder ás as requisições de serviço;
  • Assegurar que todas as mudanças sejam avaliadas , aprovadas, integradas, revisadas e se necessário, desfeitas;
  • Entregar, distribuir e rastrear uma ou mais mudanças liberadas aos usuários;

Como podemos ver, os 5 processos listados acima fornecem maior segurança para uma TI, seja fornecendo uma base sólida para a atuação cotidiana ou para a preservação do futuro da organização.

Porém norma ISO 20.000 prevê 14 itens para a seção de processos, e funcionam melhor em conjunto do que isoladamente.

Processos bem estruturados garantem que a TI funcione perfeitamente, independente de quem está orquestrando a infraestrutura, é compreender que as pessoas possuem finitude, enquanto processos podem ser replicados, continuados e aprimorados.

Isto acontece com frequência em empresas pequenas que contam com uma única pessoa para cuidar da sua TI, pois todo o conhecimento fica centralizado neste único operador e será perdido na ausência dele.

política de segurança da informação

Sistemas

Esta é a seção dedicada á tecnologia, composta por 19 serviços de TI e são a espinha dorsal da organização, desde os serviços básicos como e-mail, servidores, website, computação individual, até serviços complexos como firewall, antivírus, proxy e BI.

Enquanto nem todas empresas aproveitarão a fundo os benefícios da análise de processos englobada pelo PDTI, todas as organizações se beneficiam da seção de sistemas, pois é um planejamento estruturado que segue a metodologia ISO e adequa a tecnologia aos objetivos do negócio.

Redução de Custos telecom
Foto de stevepb

Investimentos

Esta é a seção destinada á descrição dos investimentos necessários para adequação da TI ás boas práticas, leis e aos objetivos da organização, nela serão descritos os produtos e serviços necessários para atingir o “estado da arte”.

O objetivo não é apenas fornecer os investimentos e um plano de ações macro, mas também elencar os pontos críticos de investimento, eliminando a urgência de realizar grandes mudanças e investimentos em um curto período de tempo, segmentando os investimentos e diluindo os custos.

O que deve entregar o PDTI?

O Plano Diretor de TI deve entregar á empresa uma descrição da situação atual da TI dentro dos escopos: pessoas, processos, sistemas e investimentos, demonstrando a situação atual de equipamentos e problemas identificados.

Devem ser realizadas entrevistas com as pessoas nos papeis gerenciais, estratégicos e operacionais da TI, afim de validar a satisfação com cada item descrito no PDTI, identificando os pontos de maior incômodo para a organização.

E por fim, o responsável técnico deve descrever os problemas identificados na infraestrutura e sugerir melhorias, seja em termos de reconfigurações, aquisição de equipamentos e tecnologias, regularização de softwares e atualização das tecnologias já implementadas, fornecendo, portanto, uma visão de situação atual e situação sugerida.

Uma empresa que conta com um Service Desk profissional é capaz de solicitar a elaboração deste documento, assim como a implementação do mesmo, garantindo que não hajam lacunas entre a consultoria e a integração do PDTI.

Adequação LGPD
Startup Stock Photos

Como escrever um PDTI

Para elaborar o Plano Diretor de TI é preciso começar pela ordem que trouxemos para você anteriormente: Pessoas, Processos, Sistemas e Investimentos. Compreendendo quem são as pessoas envolvidas, podemos acessá-las e definir a estratégia para a TI.

Com auxílio da gerência, serão definidos os problemas que ocorrem devido á um processo ineficiente ou inexistente, bem como elaborar processos eficientes para gerenciar o dia a dia da TI e assegurar a continuidade da organização.

Os sistemas de tecnologia devem ser avaliados pela capacidade, vulnerabilidade, alinhamento com a estratégia da organização, satisfação com cada sistema avaliado, e quais ações devem ser tomadas para promover uma melhoria efetiva.

E por fim os investimentos devem ser listados, visando o cumprimento dos objetivos da organização e atendimento ás boas práticas, que serão as responsáveis pela continuidade e preservação da empresa.

Esperamos que tenhamos te ajudado a compreender melhor o PDTI e como ele atinge o objetivo de fornecer uma compreensão da TI atual e como se chegará ao objetivo que você tem para sua organização!

Se precisar de ajuda com a elaboração do seu PDTI, fale conosco e iremos te ajudar com sua necessidade por planejamento estratégico da TI!